A GRECA Asfaltos no 6º Seminário Nacional Modernas Técnicas Rodoviárias

O evento aconteceu na sede da ACE – Associação Catarinense de Engenheiros, em Florianópolis, entre os dias 21 e 24 de Novembro de 2010, e compôs-se de 23 PALESTRAS, 16 TRABALHOS TÉCNICOS, 1 VISITA TÉCNICA e FEIRA DE NEGÓCIOS, com exposição de produtos, materiais e serviços tecnologicamente avançados. A Feira reuniu empresas dispostas em estandes entre os quais o da GRECA Asfaltos, onde a empresa pode receber e interagir com um grande número de amigos e clientes de todo o Brasil.


O evento aconteceu na sede da ACE – Associação Catarinense de Engenheiros, em Florianópolis, entre os dias 21 e 24 de Novembro de 2010, e compôs-se de 23 PALESTRAS, 16 TRABALHOS TÉCNICOS, 1 VISITA TÉCNICA e FEIRA DE NEGÓCIOS, com exposição de produtos, materiais e serviços tecnologicamente avançados. A Feira reuniu empresas dispostas em estandes entre os quais o da GRECA Asfaltos, onde a empresa pode receber e interagir com um grande número de amigos e clientes de todo o Brasil.
Os temas abordados traduziram modernidade e possibilitaram uma atualização técnica aos participantes. A GRECA asfaltos participou com a apresentação da 3ª Geração do Asfalto Borracha, com palestra proferida pelo Diretor Técnico, Eng. José Carlos Massaranduba, e cujas características e vantagens foram discutidas e detalhadas com ênfase na otimização quanto ao desempenho, após usinagem às baixas temperaturas preservando ainda mais as características físicas do ligante; características estas já antes associadas ao desempenho que a incorporação do pó moído de pneus inservíveis promove aos ligantes asfálticos.


Os temas abordados traduziram modernidade e possibilitaram uma atualização técnica aos participantes. A GRECA asfaltos participou com a apresentação da 3ª Geração do Asfalto Borracha, com palestra proferida pelo Diretor Técnico, Eng. José Carlos Massaranduba, e cujas características e vantagens foram discutidas e detalhadas com ênfase na otimização quanto ao desempenho, após usinagem às baixas temperaturas preservando ainda mais as características físicas do ligante; características estas já antes associadas ao desempenho que a incorporação do pó moído de pneus inservíveis promove aos ligantes asfálticos.

Elaborado por: Eng. José Carlos M. Massaranduba,
Diretor técnico GRECA

Leia a matéria completa no informativo Fatos&Asfaltos nº23

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *