A GRECA Asfaltos faz fornecimento de DE FLEXPAVE para a Fórmula Indy

Em pouco tempo o Sambódromo de São Paulo, parte da Marginal Tietê e Rua Olavo Fontoura foram transformados em uma pista de corrida para receber a Fórmula Indy, no dia 14 de março de 2010.
Segundo informações, a Fórmula Indy acontecerá neste circuito por 5 anos, tendo este, um total de 4,2 km, constituídos de 11 curvas e 3 retas principais de 1,5 km cada. A prova toda terá que ser completada em 75 voltas, com a distância total percorrida em 313,5 km.
Como a demanda na área de pavimentação está em alta em São Paulo, assim como em todo o Brasil, as soluções técnicas referente ao revestimento asfáltico para o circuito da Fórmula Indy voltaram-se para a possibilidade de falta de material pétreo, o que seria um grave complicador em relação ao curto prazo para a conclusão da obra.
A obra foi executada pelas empresas ETEC, SOEBE e FBS e a maior parte do fornecimento de asfaltos foi feito pela GRECA Asfaltos, através do FLEXPAVE 60/85, asfalto esse modificado por polímero, com ponto de amolecimento mínimo de 60ºC e recuperação elástica mínima de 85%, o que favorece o desempenho da mistura asfáltica em relação aos esforços tangenciais e de aceleração inerentes às provas de velocidade, como a Fórmula Indy.
Além disso, trata-se de uma obra complexa, por diversos fatores como:
– Prazo curto;
– Durante o período de obras aconteceram as festividades carnavalescas;
– Chuvas incessantes desde meados de 2009;
– Alguns trechos tiveram que ser executado à noite por causa do tráfego diurno, como parte da Marginal Tietê por causa do fluxo de caminhões;
– Adaptações técnicas para irregularidades e alteração do desenho e espessura da pista.

Formula Indy

Formula Indy